Buscar

Leilão do Prédio da antiga Cesta do Povo aconteceu mas não houve arrematadores mas...


Aconteceu nesta quarta-feira, 15, na Câmara de Vereadores, o Leilão presencial do Prédio da Antiga Cesta do Povo e


m Ubaitaba. A oferta inicial era de 1.500.000,00 (Hum milhão e quinhentos mil reais) mas houve apenas 3 ofertantes em conjunto que fizeram uma contraposta de 1.2 milhão de reais.


Como a oferta inicial era de 1,5 milhão a venda não foi finalizada, mas a Hatory Leilões anotou em ata e conforme a lei, a Prefeitura de Ubaitaba poderá avaliar através da sua Comissão se aceitam ou não a oferta e podem dar um retorno em até 48 horas para os ofertantes.


A Hatory Leilões é uma empresa oficial credenciada em Leilões na Bahia e foi a responsável pela realização do certame na cidade, esteve representada pelo Leiloeiro Oficial Clauberto Fernandes Nascimento Junior.


O Chefe de Gabinete do Município, Marco Líger, informou que a avaliação do imóvel foi de 1 milhão e meio de reais, através de avaliadores experientes, por isso esperam que o imóvel seja vendido ao menos pelo valor mínimo. Mas, que a comissão da Prefeitura irá avaliar a proposta com cuidado.


Os ofertantes do leilão são 3 empresas da cidade que se uniram para comprar em conjunto o prédio. Estiveram presentes no evento, a equipe de licitação da Prefeitura de Ubaitaba, jurídico e os vereadores Caíque, Buiquinho, Izaque e Jhon Jhon.


O Leilão do Prédio público segue todas as normas técnicas e Jurídicas específicas. Inclusive com parecer que aprovou a modalidade do Leilão pelo Tribunal de Contas e teve seu edital publicado no diário oficial com ampla publicidade.



Caso a contraposta das empresas ubaitabenses sejam rejeitadas, um novo leilão irá acontecer e desta vez na modalidade eletrônica e poderão participar empresas e pessoas de qualquer lugar do país.


O leilão de hoje foi feito de forma presencial, pois, de acordo o prefeito Bêda, a ideia era, além de dar a máxima transparência ao processo, oportunizar para que as empresas de Ubaitaba pudessem ficar com o prédio. Com a venda do imóvel, o valor que será angariado nos cofres da prefeitura não pode ser utilizado de forma livre, conforme consta na aprovação da Câmara de Vereadores, mas apenas na construção de outro bem, como exemplo, poderá ser utilizado para custear o novo estádio, um novo PSF, Orla da Beira Rio, etc. (Ascom/Ubaitaba)




bannercovid728.jpg
bannercovid728.jpg
LOGOMARCA png.png